top of page
  • Foto do escritorPlástica e Forma

5 dicas para comer chocolate sem culpa.

Atualizado: 7 de nov. de 2023


Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, ensina como escolher o produto de melhor qualidade nutricional.


O chocolate é um alimento que praticamente todo mundo gosta. Tanto que tem até uma data exclusiva para ser comemorado: 7 de julho. No entanto, tem alto valor calórico e, por isso, precisa ser consumido com atenção. Mas o consumo não precisa ser um problema. “O segredo é buscar produtos de melhor qualidade nutricional”, afirma Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, que dá cinco dicas de como escolher o chocolate e comer sem culpa.

  • Quanto mais cacau, melhor. As opções dos chocolates convencionais realmente saudáveis têm pelo menos 85% de cacau.

  • Quanto menos açúcar, melhor. Hoje em dia existem diversas opções adoçadas com estévia, açúcar de coco ou simplesmente sem açúcar.

  • Quanto mais puro, melhor. Evitar chocolates adicionados de biscoitos e confeitos. Isso geralmente garante melhor teor nutricional.

  • Quanto menos componentes, melhor. Uma lista com poucos ingredientes significa que mais qualidade tem o chocolate.

  • Quanto mais gostoso, melhor. Chocolate é um alimento que remete a prazer e pode ser consumido sem culpa, desde que não ocorra exagero na quantidade.

O consumo de chocolate, observa Renata, geralmente representa um momento de relaxamento. “Chocolate é um comfort food para muitas pessoas, mas, na prática, vale seguir o bom senso e manter o cuidado com a qualidade e quantidade ingerida. Mesmo sabendo das diferenças entre os tipos de chocolate, é possível fazer o consumo do nosso preferido, desde que isso ocorra com responsabilidade”.

E está comprovado. Nem só prazer proporciona o chocolate. Estudos sobre os efeitos do cacau no organismo mostram que os flavonoides presentes na fruta têm ação antioxidante e ajudam a reduzir marcadores de inflamação. Isso significa que alguns fatores de risco para doenças cardiovasculares podem ser minimizados com o consumo do alimento. “Versões acima de 85% cacau apresentam uma quantidade baixa de açúcar e alta da fruta e seus compostos antioxidantes”, lembra Renata.

A nutricionista aconselha a ingestão do alimento como sobremesa, em seguida às refeições, como almoço e jantar, que contêm mais fibras e proteínas. “Isso ajuda a reduzir a carga glicêmica, que fica maior quando ingerimos açúcar, e pode favorecer menos alterações de glicemia”.

Para quem gosta de chocolates harmonizados com vinhos, a especialista orienta consumir alimentos salgados no início da refeição e finalizar com a harmonização da bebida com o doce.

Outra sugestão é utilizar o chocolate para preparar receitas ricas em antioxidantes e de mais baixa caloria, como calda para frutas, cobertura para sorvetes naturais e até mesmo consumir como fondue acompanhado de frutas para equilibrar o consumo calórico. “Dessa forma, as preparações não deixam de ter o sabor do chocolate, ajudam a não comer quantidades exageradas, uma vez que ajudam na saciedade, e ainda trazem diversos nutrientes que o corpo precisa”, diz Renata.

Além dos chocolates amargo, meio amargo e ao leite, os com derivados de coco e o rubi, que tem 47% de teor de cacau e sabor frutado intenso natural da amêndoa da fruta, são ótimas opções e podem ser usados na preparação das receitas que a nutricionista ensina.


Brownie de chocolate fit

Ingredientes:

4 claras em neve

4 gemas

½ xícara de açúcar ou adoçante culinário

100g de chocolate amargo ou com derivados de coco

50g de chocolate ao leite

50g de avelã

Modo de preparo:

Misture as gemas, o açúcar e o chocolate amargo previamente derretido. Em seguida, incorpore as claras em neve delicadamente, até formar um creme homogêneo. Rale o chocolate ao leite e pique as avelãs grosseiramente. Misture o chocolate ralado com as avelãs e decore a massa. Leve ao forno por cerca de 20 minutos e sirva em seguida.


Taça de frutas com chocolate

Ingredientes:

1 xícara de chá de kiwis picados

1 xícara de chá de morangos picados

1 xícara de chá de manga picada

4 colheres de sopa de aveia em flocos

200ml de leite de coco pronto para beber

100g de chocolate ao leite ou rubi ralado

Modo de preparo:

Prepare um creme, cozinhando a aveia com o leite de coco. Monte em taças fazendo uma camada de manga + 1 camada de creme + 1 camada de kiwi + 1 camada de creme + 1 camada de morango + chocolate ralado polvilhado. Se desejar, polvilhe o chocolate após cada camada de creme. Leve para gelar antes de servir.


Picolé de maracujá com cobertura de chocolate

Ingredientes:

Polpa de 1 maracujá

2 colheres de sopa de açúcar

200ml de água

100g de chocolate ao leite ou rubi

1 colher de sopa de óleo de coco

Modo de preparo:

Faça um suco com o maracujá, a água e o açúcar. Coloque em forminhas de picolé e leve ao freezer. Derreta o chocolate em banho-maria e misture com o óleo de coco, formando uma calda. Desenforme os picolés e cubra com a calda de chocolate. Leve novamente ao freezer por pelo menos 1 hora antes de servir.


SOBRE O OBA HORTIFRUTI - A rede é referência em qualidade e variedade de produtos, e oferece diariamente um atendimento mais próximo, que prioriza o relacionamento com o cliente, garantindo o equilíbrio perfeito entre sabor e saúde para a vida das pessoas. Acredita que reunir a família e os amigos ao redor da mesa é um momento gostoso e saudável. Referência em saudabilidade e prazer em comer bem, o Oba é fonte para quem deseja manter uma boa alimentação.

Já foi premiada duas vezes pela Folha de S. Paulo, na pesquisa Top Of Mind, como a marca mais lembrada pelos brasileiros na categoria hortifrúti, pela edição da revista Veja Comer & Beber, como o estabelecimento mais amado pelos paulistanos e também no ranking IBEVAR -- FIA 2020, como uma das empresas mais eficientes do varejo brasileiro.

Atualmente, a marca possui mais de 70 lojas espalhadas pelos Estados de São Paulo, Goiás e Distrito Federal.

Com mais de 40 anos de história, o Oba expandiu sua atuação no mercado com setores de frios e laticínios, açougue, adega, mercearia, importação própria, pré-lavados, lanchonete, floricultura, padaria e restaurante, que complementam o setor de hortifrúti.



Comments


bottom of page