• Revista Plástica e Forma

Amanda Oliveira fala sobre o início de sua carreira artística.


Amanda Oliveira nasceu em Aguaí, no interior de São Paulo, deu início à carreira artística em 1998 quando se apaixonou pelo teatro e fez do palco e fez dele sua ponte para ultrapassar outros horizontes dentro da arte.

Talentosa e multifacetada, ela não se contentou em somente atuar, mas fez do canto da dança, locução e jornalismo outras vertentes para expressar sua arte,

Amanda ingressou aos 16 anos na universidade de Publicidade e Propaganda, quando deu início aos estudos de artes cênicas e ao Canto. ”Uma coisa leva a outra, ser ator é isso, um eterno aprendizado. Me dou bem em todas estas profissões, sou bem eclética!”.

Sempre em constante investimento em sua arte, e a cada dia dando um passo maior em direção à sua carreira, Amanda Oliveira, tem chamado atenção por sua enorme dedicação e disciplina, não medindo esforços para estar presente a todos os testes e desafios de ultima hora, mesmo aqueles que precisa memorizar, páginas de texto de um dia para o outro, o importante é nunca perder o foco! Recém-chegada ao mercado carioca, pela “IN SETTI CUTURAL”, agencia de atores na Barra, ela quer aproveitar todas as oportunidades no mercado para mostrar seu talento.

Se há uma expressão para definir Amanda Oliveira, então, podemos usar: DISPONIBILIDADE!!! Veja nosso bate papo com ela, abaixo.

1-Quais foram suas principais motivações para seguir carreira artística?

Bem, eu sempre senti que faltava alguma coisa, na minha primeira graduação tive aulas de teatro e na época eu era tímida, apesar de sempre querer ser o centro das atenções, quando criança tive minha fase de timidez, mais quando eu precisava fazer algo na área artística eu ia lá e pá, realizava sem pestanejar rs. e quase sempre me davam o papel principal, o mais difícil, ui, era engraçado. Depois de um tempo em que havia me formado em P.P, fui para o Jornalismo, e aí resolvi iniciar o Teatro para me soltar mais, foi onde comecei a me encontrar como atriz verdadeiramente!

2-Recentemente você fez participação na peça do Marcelo Médici usando técnicas de improviso, como foi a experiência?

Foi uma delícia, o Marcelo Médici é incrível, muito dedicado, e o parceiro dele em cena, Ricardo Rathsam também, super comediantes, competentes e hilários, eu amei simplesmente ter sido convidada a subir no palco para ajudá-los na cena, bom eu amo um palco né, que ator não gosta rs, mais voltando à pergunta, até tinha um texto que foi entregue na hora, como não dava para decorar no momento então tive que ler improvisando, particularmente gosto muito do improviso, me sinto bem fazendo, dá para soltar a criatividade!

3-Amanda você passou pelo crivo de renomados diretores como Wolf Maia, Ignacio Coqueiro, Tereza Lampreia, Rui Vilhena, quais foram seus maiores desafios durante este percurso?

Foi um grande aprendizado com cada um destes profissionais, o Rui Vilhena é um amor de pessoa, super gentil; o Ignácio Coqueiro é ótimo, tranquilo, inspirador; no Wolf Maia o contato com ele foi muito rápido, mas, a Escola no Frei Caneca era muito boa, com excelentes profissionais (pena que fechou), resumindo, cada um deixa um pouco de si e leva um pouco de nós, é uma troca constante e tem que ser no mínimo prazerosa.

4- Como é sua relação com a família, eles te incentivam, te apoiam na carreira?

Eu penso que por sermos do interior minha família nunca falou AMANDA VAI SER ATRIZ, não tinham essa visão, são mais conservadores, no meu caso não foi tão simples assim, mas, tem o lado bom porque me obrigou a ir sozinha buscar minha verdade num caminho mais longo, porém bem evolutivo, pois amadurecemos muito com as dificuldades que encontramos neste percurso, só que o mais importante disso tudo é a base familiar que tenho, essa é muito forte, graças a Deus, meus pais sempre priorizaram a honestidade, a verdade, e essa educação moldou meu caráter, por isso posso dizer que em qualquer área que eu me dedique, sempre dou o melhor de mim. E tem mais, minha mãe é professora (hoje aposentada) acho que isso contribuiu muito para minha decisão, sem ela perceber quando vinha tomar minhas lições, eu tinha tudo decoradinho na ponta da língua, porque queria ser elogiada neh?! (tomei gosto em decorar desde a infância). Atualmente casada, o meu marido me dá muita força, pois ele acredita no meu potencial!

5) Você atuou em um clássico teatral vivendo RAPUNZEL, como foi a experiência de ser protagonista?

Ah foi lindo fazer RAPUNZEL no teatro entre outras princesas que havia na peça, uma experiência muito gostosa, o teatro que envolve as crianças e os adultos é mágico! As crianças são puras, suas respostas sempre verdadeiras, tem coisa melhor? Acredito que não!

6) Sobre a experiência na TV

Na TV fiz algumas pequenas participações em novelas da Record (como elenco de apoio) e do SBT (participações especiais) não dá para descrever muito porque é necessária uma vivência maior, claro que eu adoraria estar com uma personagem em uma novela atual, é um sonho real! Em compensação tenho tantos outros trabalhos na TV, assim como participações em programas de entretenimento como atriz; gravações de comerciais e até como entrevistadora e apresentadora, muitos deles podem ser vistos no meu site artístico: www.amandaoliveira.net

7) Você apresentava um programa de entrevistas em uma TV regional ao vivo, como foi esta experiência?

Foi uma experiência única e muito trabalhosa, pois eu tinha que correr atrás de tudo, inclusive foi por isso que não levei adiante (na época não era viável financeiramente) ainda mais eu morando em São Paulo e o programa sendo gravado em Ribeirão Preto, eu tinha que viajar muito e todas as viagens custeadas por mim, não havia patrocinadores... mais foi incrível entrevistar pessoas iluminadas e todas as pautas sempre eram elaboradas por mim. Adorooo escrever, é um grande prazer. TUDO É VÁLIDO!

8- Como estão as expectativas para 2019?

Ah, com certeza espero que PORTAS SE ABRAM para eu poder mostrar AO que VIM! TÔ AQUI!!!

9- Existe uma personagem dos sonhos?

A PERSONAGEM QUE ACONTECER, MINHA ALMA ESTÁ ABERTA!

10) Quais são suas maiores referencias nas artes?

É difícil responder essa pergunta por que tem tanta gente BOA que pode ser referência, mas, poderia citar a princípio a atriz internacional Julia Roberts, me refiro à capacidade que ela tem de transitar de um personagem a outro sempre com um semblante tão suave, apesar de suas diversas atuações, até as mais densas, ela é admirável, atua sempre com elegância; e minha referência brasileira, nossa tem muitas atrizes ótimas, mais tem uma que é peculiar em tudo que já fez e faz, e sem dúvida nenhuma estou falando da Fernanda Montenegro, dona de um talento indescritível, ela é um ícone, muita admiração por este ser humano, adoraria conhecê-la!

#artista #teatro #tv

1 visualização