• Revista Plástica e Forma

Dicas de Fernanda Almeida - Melasma e o laser Spectra Toning

Atualizado: Jul 23


Heyyyyyy Babies !!!

Como vocês tem acompanhado no instagram, eu e a Doutora Maria Paula, iniciamos um protocolo para melhorar meu melasma, e os resultados são surpreendentessssss. Convidei a Doutora para falar um pouco mais a respeito, e não para por aí...esse laser faz um verdadeiro shine na nossa face. Aproveitem as diquinhas mara da Doutora!

Melasma e o laser Spectra Toning


O melasma é conhecido por deixar a pele da face com manchas marrons. É uma patologia da pele que envolve hormônios, estresse, sol e genética.

Na grande maioria das vezes aparece durante a gestação devido ao aumento dos hormônios, mas também pode aparecer depois de um dia de sol intenso ou associado ao uso dos anticoncepcionais orais.

O melasma incomoda muitas mulheres e até alguns homens podem desenvolver o melasma.

Diferente da melanose solar, que são as manchas pequenas amarronzadas que parecem pintas grandes e aparecem nas mãos e na face, o melasma aparece como uma mancha “espalhada” de cor marrom claro e pode escurecer com o tempo ou com a exposição solar.

Os fatores que pioram o melasma são os hormônios e principalmente a exposição solar. O sol é o principal inimigo do melasma e pode acabar com qualquer tratamento.

Hoje já temos cremes clareadores potentes, cápsulas antioxidantes e lasers que conseguem tratar o melasma.

Infelizmente ainda não existe uma cura definitiva, mas evitar o sol, se proteger adequadamente e usar cremes clareadores podem manter essas manchas adormecidas e controladas.


O spectra laser toning foi o pioneiro na tecnologia de combate ao melasma. Ele é um laser de Q-Switch que consegue, sem aquecimento, atingir o melanócito, que é a célula que produz o pigmento, deixando-a inativa.

Esse laser pode ser realizado na hora do almoço, “lunchtime” porque não provoca vermelhidão nem descamação. Deve ser realizada uma média de 10 sessões com intervalos de sete dias e depois preconizamos uma sessão mensal ou bimensal para manutenção dos resultados.

Além de tratar o melasma esse laser estimula a produção de colágeno, diminui os poros abertos e ameniza rugas finas.

Para complementação ao tratamento a laser o ideal é utilizar cremes clareadores a base de thiamidol, hidroquinona, ácido kójico, ácido fítico, ácido tranexâmico, vitamina C e ácido glicólico.

Existem hoje no mercado bons cremes que clareiam e ainda tratam a pele, hidratam e combatem o envelhecimento.

Sabemos hoje que a ingestão de cápsulas com substâncias antioxidantes como vitamina C, luteína, picnogenol, polipodium leucotomus e colágeno hidrolisado oral ajudam na proteção da pele e previnem o melasma.

O uso de filtro solar com proteção contra luz visível também é importante, principalmente aqueles que contêm cor, pois fazem uma barreira mecânica, além da proteção química e protegem melhor a pele com tendência a formação do melasma.

A rotina ideal para quem tem melasma é:

1- Aplicação de vitamina C pela manhã ou cremes com antioxidantes como: Phoretin CE da Skinceuticals; Melora C da FQM; Improve C 30 da Dermage; Ivy C da Mantecorp

2- Filtros solares alta proteção como BIoderma FPS50, Adcos base stick 80; Ideal soleil FPS50 da Vichy; Episol color 70 da Mantecorp; Anthelios 60 alta cobertura; Avene Mat perfect FPS60 .

3- Á noite aplicar sempre um creme clareador como: Anti pigment da Eucerin; Discoloration Defense da Skinceuticals; Klassis da Theraskin; Pigment clair da Laroche Posay; Blance TX da Mantecorp ou Clair TX da Dermage.

4- Tomar cápsulas antioxidantes com Vitamina C, ou Reaox, Flebon, Transamin, Vivace.

O ideal para o tratamento efetivo do melasma é sempre ter acompanhamento de um dermatologista


Instagram - @dramariapaula

Dra. Maria Paula Del Nero

CRM 74594


Instagram - @blogdafee

CONTATE-NOS
 

CURTA E COMPARTILHE

CONTATO

©  2017 Todos Direitos Reservados - Revista Plástica & Forma Online