• Revista Plástica e Forma

Por que estamos vendo mais dentes fraturados durante a pandemia?


Em quase trinta anos de profissão nunca atendi tantos pacientes com dentes fraturados em tão pouco tempo. Pacientes com fraturas pequenas, grandes, com fraturas que iam até a raiz, e que em alguns casos, levaram à perda dental. Quando possível, restauramos o elemento dental. Mas em alguns casos não existe esta possibilidade.

Avaliando estes pacientes clinicamente notamos na maioria dos casos sintomas de estresse, ansiedade, tensões, etc..., que em alguns casos são “descontadas nos dentes”, através de bruxismo, (diurno e/ou noturno), e apertamento.

Outra causa citada é a má qualidade do sono e a insônia, pois o sistema nervoso está “alerta” com a pandemia e, portanto, não há um sono reparador. Esta má qualidade do sono influencia o aumento de casos de dores orofacias, cervicais e dentais de origem não dental e que podem desencadear as DTM (desordens temporomandibulares).

Se este for o seu caso, procure um cirurgião-dentista que poderá encaminhar a melhor solução.


Dr. Nelson Alves Dall´Oca

Cirurgião dentista - CRO SP 46586

Especialista em DTM e dores orofaciais

Unid Campo Belo: R. Conde de Porto Alegre, 1724

Unid Villa Lobos: Av. Queirós Filho, 1700 – Torre C sala 505

www.whitesmile.com.br

Whatsapp (11) 97458-9078



CONTATE-NOS
 

CURTA E COMPARTILHE

CONTATO

©  2017 Todos Direitos Reservados - Revista Plástica & Forma Online