• Revista Plástica e Forma

Método inovador de transplante capilar ganha força no Brasil.

Atualizado: Nov 8


A técnica VHD (Very High Density) promete resultado com aspecto natural e procedimento muito mais seguro.


Cada vez mais homens e mulheres buscam maneiras eficazes para manter o autocuidado e se sentirem bem com sua aparência. De acordo com a Euromonitor de 2019, estima-se que o Brasil possui o quarto maior mercado de beleza do mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), os procedimentos estéticos estão se tornando mais populares entre os homens. Os transplantes capilares, por exemplo, estão em terceiro lugar entre os tratamentos mais realizados por eles e procura masculina no segmento da beleza, incluindo estética capilar, cresceu cerca de 30% em meio a pandemia.


Tendo em vista esses dados e após 20 anos de atuação e pesquisas na área, a Stanley´s Hair desenvolveu uma metodologia exclusiva para aperfeiçoar os procedimentos estético-capilares disponíveis no país. O método VHD (Very High Density) tem como objetivo recuperar a densidade capilar de pacientes que sofrem com calvície, através da mais moderna técnica de transplantes capilares, a FUE (Follicular Unit Extraction), respeitando as peculiaridades genéticas de cada paciente e entregando um resultado mais natural.


De acordo com Stanley Bittar, CEO da rede Stanley´s Hair, cada paciente possui uma quantidade de unidades de folículos capilares única, pré-determinada ao nascer, quando ocorre essa diminuição da densidade capilar, o paciente passa a apresentar um quadro de calvície, podendo recorrer a métodos como transplante capilar. Mas o especialista ressalta que é importante respeitar a vascularização e o limite saudável de unidades foliculares transplantadas, para garantir a eficiência e a naturalidade do procedimento.


Para ser mais claro, é importante entender que temos em média de 65 a 85 folículos capilares por cm², chegando em alguns casos em até 100 folículos (limite saudável), o que basicamente significa que em cada centímetro quadrado nós podemos ter até 300 fios de cabelo. Mas é natural perdermos essa densidade capilar com os anos. Para garantir, então, mais eficiência, utilizamos a técnica de transplante capilar FUE, que consiste na remoção dos folículos de forma aleatória da área doadora para implantação fio a fio na região calva, associada ao método VHD. Assim conseguimos implantar uma média de 50 unidades foliculares por cm², um número bem alto se comparado ao padrão de anos atrás, que era de 20 a 40 unidades foliculares por cm², devolvendo a densidade dos fios, de forma bem natural e efetiva”, explica Stanley Bittar.


O Transplante Capilar FUE pode ser realizado em qualquer unidade Stanley’s Hair, além de diversos tratamentos de terapia capilar, que complementam o pós-operatório do transplante, tais como: Mesoterapia ou Intradermoterapia, tratamento que promove a recuperação do folículo e o crescimento capilar a partir da aplicação de medicação ou plasma sanguíneo no couro cabeludo em proporção com 100% de absorção; Fototerapia (led, laser de alta/baixa potência), técnica que utiliza a luz como auxílio na estimulação da oxigenação do couro cabeludo e do crescimento dos fios.

Stanley´s Hair

www.stanleyshair.com.br

https://www.instagram.com/stanleyshair/