• Revista Plástica e Forma

Valéria Valenssa estreia novo quadro sobre empoderamento negro e fala sobre preconceitos.

Atualizado: Ago 14


Atração é exibida dentro do “Balanço Geral”, e pretende exaltar, dar espaço e lugar de fala na televisão à pessoas negras que carregam uma história em sua pele.

Linda e empoderada, Valéria Valenssa assumiu mais uma importante missão em sua carreira de apresentadora.  A novidade da vez é um quadro inteiramente dedicado ao empoderamento Negro, exibido todas as quintas-feiras à tarde, na Record TV. “Lugar de Fala”, como foi batizado, pretende exaltar a negros e negras, de modo a dar cada vez mais espaço e voz a esses ‘atores’ do cenário brasileiro, que carregam uma história em sua pele. A inspiração para a atração, segundo Valéria, veio de suas próprias experiências, que apesar dos privilégios trazidos pela fama, não deixou se sofrer preconceitos, e da necessidade de uma maior representatividade negra na TV.

“A importância do quadro ‘Lugar de Fala’ é que pela primeira vez estão dando oportunidade para aquelas pessoas que vivenciam esses cotidianos, que vivenciam as opressões todos os dias, que têm na própria pele a experiência. Pessoa que possam passar essa informação a partir das suas vivências, e não necessariamente a partir de estudos, ou de uma leitura, ou de ponto de vista. O lugar de fala não está dentro de um livro, ele está no que eu e todas as outras pessoas negras carregamos todos dias, na violência que sofremos”, explica Valéria. 

Animada com os resultados de sua primeira exibição, a beldade confessou estar vivendo o seu maior sonho. “Por muito tempo eu não tive voz e agora eu tenho a oportunidade de dar lugar de fala para pessoas incríveis!”, acrescentou a apresentadora que mesmo sendo um dos maiores ícones de beleza do Brasil, não conseguiu escapar de viver situações preconceituosas em seu dia a dia. 

“A fama me protegeu de muitas coisas, tenho consciência do meu privilegio. Fiquei conhecida Nacionalmente com 18 anos, não existia um lugar país, onde eu não fosse reconhecida e recebida com muito carinho. Mas ainda assim acho que o preconceito está presente na minha vida, todos os dias. Mas eu tento não me abalar com isso. Se eu estou passando na rua e alguém atravessa a calçada eu continuo andando com a cabeça erguida, porque o problema não está em mim e sim na pessoa”, refletiu Valéria. 


E continuou: “Em 1989, participei do concurso Garota de Ipanema. Eu era a única negra entre as candidatas e não dava ouvidos ao que a sociedade falava sobre o que eu podia ou não fazer por conta da cor da minha pele. Não ganhei o concurso, mas foi ali que conheci o Boni, o Hans, o Chico Recarey e ali surgia uma oportunidade que mudaria minha vida. Então não deixe que o preconceito da sociedade tira as suas oportunidades, continue lutando! Ser mulher e negra é a nossa essência e não a nossa sentença. Nunca permita que o racismo faça de você perder o foco, ou se distrair do seu objetivo”, conclui a apresentadora que sonha também em ter o seu próprio programa, com exibição nacional, para abordar assuntos relevantes como este.


Crédito: Felipe Antônio 

Beleza: Eddu Moraes 

Produção: Gabi Werden

Assessoria: AF Assessoria & Produções

Locação: Casa de Vidro no Vidigal . 


Instagram da Valéria Valenssa  https://instagram.com/valeriavalenssa?igshid=11zxdffu3min2


CONTATE-NOS
 

CURTA E COMPARTILHE

CONTATO

©  2017 Todos Direitos Reservados - Revista Plástica & Forma Online