• Plastica e Forma

Procedimentos ligados ao abdômen estão entre os mais procurados.


Lipoaspiração e abdominoplastia ocupam segundo e quarto lugar na escala mundial de cirurgias plásticas.


Muitas pessoas estão constantemente buscando formas de eliminar peso e eliminar gordura localizada. Nessa busca, surgem muitas fórmulas e técnicas que prometem fazer milagres e trazer o resultado tão esperado. Contudo, os especialistas afirmam que não existem fórmulas milagrosas; aliás, nem mesmo a alimentação e o exercício físico podem ser suficientes para eliminar todo o excesso.

Para a nutricionista Adriana Macedo, uma das soluções é combinar hábitos saudáveis com procedimentos estéticos. “O primeiro passo é cuidar da alimentação e do exercício físico, que podem ser combinados com cirurgia plástica para otimizar os resultados”, ressalta. Alguns dos procedimentos mais indicados para solucionar os incômodos pneus e as dobrinhas na barriga são as cirurgias abdominais, como a lipoaspiração e abdominoplastia.

De acordo com o diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica Arnaldo Korn, a abdominoplastia é indicada para remover o excesso de pele e flacidez do abdômen, e a lipoaspiração serve para remover a gordura localizada. “Na lipoaspiração, o excesso de depósitos de gordura do corpo é removido e há definição e remodelação dos contornos. Esse procedimento também é usado para tratar acúmulos de gordura em outras partes do corpo, como braços, pescoço, coxas, cintura, costas, peito, pernas etc.”, afirma.

Cirurgias mais procuradas em todo o mundo


Não é à toa que a lipoaspiração e a abdominoplastia estão entre as cirurgias mais populares em todo o mundo, de acordo com dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). Conforme a pesquisa, as cirurgias mais procuradas são: implante de silicone, lipoaspiração, blefaroplastia, abdominoplastia e rinoplastia, respectivamente.


O Brasil é prova dessa procura de cirurgias e procedimentos estéticos, ocupando nada mais nada menos que o primeiro lugar no ranking de cirurgias plásticas em todo o mundo, ultrapassando os Estados Unidos e o México, que ocupam o segundo e terceiro lugares, respectivamente. Ademais, o Brasil, junto aos Estados Unidos, detém mais de 25% do total de cirurgiões plásticos no mundo.

Além desses fatores que fomentam a procura por procedimentos e da possibilidade de combinar cirurgias com alimentação e exercício físico para garantir o resultado esperado, outro fator que traz motivação é a facilidade que as pessoas encontram atualmente para efetuar os procedimentos.


Antes, para realizar uma cirurgia, era muito mais difícil e caro. Hoje é diferente. Korn explica que, “se houver dificuldade financeira para arcar com a cirurgia plástica, o paciente tem a opção de contar com uma assessoria administrativa e financeira”. Além de conseguir condições especiais de pagamento, o paciente também assegura qualidade profissional, sem precisar recorrer a procedimentos mais baratos e, assim, garante que todo o processo aconteça de forma segura.

Instagram - @centronacionalcirurgia