top of page
  • Foto do escritorPlástica e Forma

Preenchimento labial pode melhorar a performance no beijo?

Atualizado: 22 de jun.


O beijo fica mais gostoso? Há riscos? O que muda? Especialista explica as vantagens e os riscos da técnica


O preenchimento labial, procedimento que consiste na aplicação de ácido hialurônico, proporciona mais volume à boca e está ligado à busca por uma aparência mais atraente, com lábios mais carnudos. Um estudo divulgado em 2020 revelou que a técnica também pode aumentar a satisfação com o beijo. Cerca de 98% dos pacientes afirmaram estar mais satisfeitos com o beijo e que a atração dos parceiros aumentou após o procedimento.

No entanto, o método pode trazer riscos e consequências maiores caso seja feito de forma equivocada. É o que aponta a Dra. Karina Moreno, especialista em harmonização orofacial e estética: “O lábio é uma região extremamente vascularizada e inervada. Por isso, é bom procurar por um profissional que tenha bons conhecimentos de anatomia e técnicas adequadas para evitar colocações do preenchedor de uma maneira inadequada ou que traga algum tipo de bloqueio vascular. Se o ácido hialurônico for colocado em uma quantidade inadequada e sem os devidos cuidados, pode trazer consequências graves, como uma necrose”.

 

Além disso, para a doutora, os profissionais devem considerar as condições prévias de saúde do paciente, realizando uma anamnese detalhada (questionário que irá investigar toda a saúde do paciente). “Os procedimentos labiais podem reativar o vírus da Herpes em pacientes que o possuam, ocasionando novas infecções caso não seja feita a correta prevenção. Para esses casos, é fundamental a prescrição de medicação profilática três dias antes do procedimento, continuando por três dias depois, para evitar que a doença reapareça”.

 

Karina salienta também a importância de se ater a produtos corretos para que a técnica seja feita. “Temos os materiais que são mais adequados para fazer o preenchimento labial. Não é qualquer preenchedor que vai deixar o lábio com maleabilidade, volume e textura ideais. Além disso, o método é bem doloroso se não for feito sob anestesia local”. A especialista finaliza concordando que os resultados são muito satisfatórios e que nota um aumento na auto estima dos pacientes que o realizam, além de relatarem um prazer maior no beijo.


Dra. Karina Moreno - CRO 91758

Comments


bottom of page