• Revista Plástica e Forma

Daniele Barros - Psicóloga clínica com dicas importantes sobre a relação da mente com o corpo.

Atualizado: Mar 5


Apresentação pessoal


Antes de me apresentar quero dizer que fico muito feliz em poder trazer elementos e contribuir com uma revista que chama Plástica e Forma, mas que na sua estrutura tem uma sessão chamada Mente e Corpo onde podemos ampliar a ideia da palavra forma e pensar saúde em vários aspectos. Isso significa também que estamos em um lugar na contramão de uma beleza tida a qualquer custo, que não se preocupa com questões éticas e morais.

Meu nome é Daniele Barros, sou psicóloga (CRP09/008628) formada pela PUC (Pontifícia Universidade Católica de Goiás), tenho Pós Graduação em Administração de Empresas pela FGV. Tenho cursos na área de psicologia clínica, na abordagem de atendimento ao paciente TCC (Terapia Cognitivo Comportamental).

Realizo atendimento Clínico on-line e presencial de com foco em transtornos de ansiedade, depressão e distúrbios alimentares.

Acredito que trabalhar com Psicologia e com saúde mental é trabalhar com prevenção, com autocuidado e com o ser humano no seu potencial máximo. Desenvolvo um trabalho conjunto com meus pacientes de modo que eles possam se desenvolver, alcançar seus objetivos e viver de forma mais harmoniosa e autêntica.


É errado querer fazer cirurgia plástica?


Falar de beleza, plástica e de todo esse universo não tem nada de errado, não tem desvalor, tão pouco pode ser associado a pessoas vazias ou frágeis emocionalmente.

A medicina avança em todas as esferas inclusive nas áreas que estão a serviço da beleza, bem estar e saúde. Não é possível medir os valores de uma pessoa, ou quanto ela é inteligente ou interessante usando como critério o fato de ser vaidosa, ou ter como desejo fazer algum procedimento estético.


Contudo, alguns elementos desse processo merecem atenção: Olhar atento ao escolher o profissional que irá realizar o procedimento cirúrgico: Informações como registro no conselho, referências de outras pacientes, podem dar um indicativo do tipo de profissional em questão. Esse tipo de cuidado pode se tornar importante fator de prevenção, minimizando qualquer eventual risco que uma cirurgia possa trazer.


Tempo na preparação inicial: Nesta etapa está incluso todos os passos desde o momento em que a pessoa decide fazer uma intervenção. Então invista tempo nesta primeira etapa e tenha calma antes de fazer qualquer decisão, pesquise, cheque referências, faça exercício de se observar e entender como se sente diante de cada profissional. Aproveite esse tempo para levantar dúvidas, expectativas e esteja certa que um bom profissional não irá hesitar em sanar todas suas questões.


Mas atenção: Fique atenta, se durante esse processo a ansiedade aumentar, e isso acabar gerando insegurança, medo em excesso, ou confusão. Nestes casos uma alternativa é buscar ajuda especializada de um profissional da área de Psicologia, que pode usar técnicas que te ajude no controle da ansiedade, tomada de decisão, e também contribuir na construção de um planejamento pré e pós operatório levando em consideração o que é importante para a você sem perder o foco no fator segurança é claro.


Como você se relaciona com sua beleza real?


A resposta para essa pergunta vem de dentro, requer autoconhecimento e amadurecimento capaz de sustentar quem você é. Ser autêntico pode ser mais desafiador do que muitas vezes parece, exige certo esforço emocional e dedicação, mas é transformador e impacta todas as dimensões da vida.


Buscar respostas externas, sem consultar suas particularidades, pode gerar comparações muitas vezes distorcidas (refiro a comparação distorcida por exemplo, um tipo de comparação realizado com uma pessoa que tenha características genética diferente da sua) as respostas podem ser mais difíceis de alcançar, pois sonhar com algo descolado da realidade e desconectado da sua essência, pode promover uma busca infinita, cansativa e sem sentido real.


Fazer as pazes com sua beleza natural é viver em harmonia com a singularidade que te faz única e por isso especial. Também implica, olhar-se com carinho, tomando posse das decisões da sua vida sejam em qual área for.


Isso não significa que você não possa fazer mudanças para realçar algo que deseja, ao contrário, isso significa que as decisões que permeiam sua vida, sejam elas pessoais, profissionais e até mesmo estéticas são pautadas por escolhas a partir daquilo que é autêntico em você e que faz sentido primeiro para você.


O autoconhecimento é um processo que não acontece de repente, comece esse movimento sendo generosa com você, questione padrões, busque reconhecer beleza na sua singularidade, se elogie (você merece), destaque seus pontos fortes, e busque uma vida em equilíbrio.


Daniele Barros

Psicóloga Clínica CRP09/008628

Instagram: @danibarros_psicóloga

Site: https://danibarrospsicologa.com.br/