top of page
  • Foto do escritorPlástica e Forma

Conheça cinco medidas para combater o estresse oxidativo e o envelhecimento precoce.


Nutróloga explica porque o estresse em excesso pode levar ao envelhecimento das células e como evitar.


Em uma era na qual homens e mulheres correm contra o tempo para retardar o envelhecimento a todo o custo, um vilão silencioso pode passar despercebido. Falamos do estresse oxidativo, caracterizado pela produção exagerada de radicais livres, que o nosso sistema antioxidante não consegue combater com eficiência, intensificando o processo de envelhecimento precoce do organismo humano.


“Os radicais livres são produzidos e metabolizados naturalmente pelo organismo, mas quando em excesso, podem gerar mutações nas funções celulares, que aceleram o envelhecimento, causando alterações que vão muito além da estética, das manchas e marcas de expressão na pele, levando a um maior esgotamento físico e mental, cansaço excessivo, dificuldade de concentração, memória, produtividade e menor disposição, afetando até a libido”, explica a nutróloga e especialista em Medicina Integrativa, Dra. Esthela Oliveira.


De acordo com a especialista, a exposição à poluição, aos raios UVA e UVB, assim como hábitos de vida ruins, como fumar e beber excessivamente, estar constantemente sob estresse e se alimentar de forma desequilibrada, não dormir um sono reparador, podem promover a produção exagerada de radicais livres. “A alimentação nestes casos é um fator importante, já que o alto consumo de carboidratos pode estimular a produção dessas substâncias no organismo, como um mecanismo de defasa natural, que por fim leva ao estresse oxidativo”, ressalta Esthela Oliveira.

Para auxiliar o sistema antioxidante a lidar com esses radicais livres, a nutróloga listou cinco medidas indispensáveis.


Confira:

  1. Invista em alimentos antioxidantes, como Vitamina C, Vitamina E, selênio, zinco, temperos, ervas, mix de vegetais variados e frutas vermelhas;

  2. Reduza o fast food, além de alimentos ultraprocessados, industrializados, gordurosos e açúcares em excesso;

  3. O sono de qualidade, ou seja, aquele que tem efeito renovador, é fundamental neste processo. Procure dormir mais cedo e mais horas. Diminua os estímulos visuais antes de se deitar, pratique a higiene do sono;

  4. Tente evitar situações de estresse excessivo. Ao perceber uma crise de estresse chegando, tente respirar controladamente, fazer uma pausa para se acalmar, realizar um hobby quando possível ou alguma atividade que te distraia da causa do estresse;

  5. Exercícios físicos são aliados imprescindíveis. Embora durante a prática de exercícios sejam produzidos radicais livres, a atividade física também aumenta a capacidade do nosso organismo de bloquear os efeitos nocivos deles para a nossa saúde.

“No quesito beleza, colegas dermatologistas indicam apostar em produtos compostos por Vitamina C, ácido ferúlico e resveratrol, ativos que possuem efeito antioxidante e anti-idade, além de não abrir mão de um bom protetor solar, mesmo em dias nublados ou dentro de ambientes fechados”, conclui a especialista em Medicina Integrativa.


Sobre a Dra. Esthela Oliveira:


Instagram - @draesthelaoliveia - @sideclinic


Médica do esporte CRM 157.487 / RQE 76855, membro titular da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte e médica do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein. É pós-graduada em nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Pós-graduada em Medicina Integrativa pelo Instituto de ensino e pesquisa Albert Einstein. Em 2019 realizou um curso de Mind Body Medicine na Universidade de Harvard.

Fundadora da Side Clinic, espaço que busca trazer uma visão mais ampla no cuidado com os pacientes, acompanhando-os em todas as etapas da vida e em todas as suas esferas: físico, emocional e mental, por meio da associação de técnicas integrativas, como ferramenta para complementar a medicina tradicional.





Comentários


bottom of page