• Plastica e Forma

Cirurgia Plástica íntima feminina ajuda a tratar problemas funcionais.


A labioplastia é um procedimento que não deixa cicatriz e nem marca visível na região íntima feminina.


À primeira vista, um procedimento cirúrgico plástico pode até parecer que tem o principal objetivo de melhorar a estética, mas a verdade é que há procedimentos cirúrgicos que, além da estética, podem auxiliar a tratar problemas funcionais no corpo, como acontece com a rinoplastia que pode ajudar o paciente a respirar melhor.

No caso de cirurgia íntima não é diferente. Em crescimento no Brasil, segundo o mais recente levantamento divulgado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (International Society of Aesthetic Plastic Surgery, ISAPS) a labioplastia, procedimento que altera o tamanho dos lábios internos e externos da vulva, está entre as oito cirurgias de corpo e extremidades mais feitas no país.


De acordo com o diretor do Centro Nacional -- Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn, um dos principais motivos para este aumento, além do conhecimento de que o procedimento pode melhorar questões funcionais do corpo, é a facilidade de pagamento que as pacientes podem ter com uma assessoria administrativa. “A questão financeira é importante para que a paciente possa ter a segurança de fazer o procedimento em um hospital apropriado e com cirurgião credenciado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica” afirma Korn.


Por que as mulheres fazem cirurgia íntima?


Essas cirurgias íntimas visam a correção estética e funcional dos genitais feminino e as principais causas que levam as mulheres a realizarem esses procedimentos são: hipertrofia dos lábios vaginais; má-formação congênita que leva ao aumento exagerado dos lábios e pode dificultar a higiene e a relação sexual; alargamento vaginal pós-parto normal que pode ocasionar a diminuição do orgasmo vaginal e muitos outros.

Dependendo do caso, a cirurgia íntima pode se tornar uma necessidade para a mulher manter o bom funcionamento de partes do corpo, além de ajudar na autoestima, como acontece nos casos de aumento exagerado dos lábios que provocam um volume exagerado na roupa, principalmente quando é lycra, por exemplo. “A cirurgia é feita com anestesia local e sedação. Já o período é de aproximadamente seis horas de internação e uma hora de cirurgia, com cerca de uma semana de recuperação”, explica Korn.

No caso da hipertrofia de pequenos lábios, a correção é feita com a labioplastia, um procedimento que não deixa cicatriz ou marca visível, e os pontos caem sozinhos. Já no caso de hipertrofia dos grandes lábios, o procedimento pode ser uma pequena lipoaspiração ou através da redução cirúrgica. O alargamento vaginal já é corrigido com uma cirurgia no períneo anterior, fazendo um estreitamento do canal e da entrada da vaginal, o que pode ocasionar melhora na vida sexual da mulher.

Centro Nacional Cirurgia Plástica - @centronacionalcirurgia