top of page
  • Foto do escritorPlástica e Forma

Chocolate cognitivo e os benefícios do consumo - A médica psiquiatra Dra. Jéssica Martani avalia.

Atualizado: 7 de nov. de 2023



Considerado por muitos como vilão da dieta, o chocolate traz diversos benefícios à saúde, devido a substâncias encontradas em sua composição. Diversos estudos já mostraram que o doce ajuda a manter os vasos sanguíneos do coração saudáveis. A médica psiquiatra Dra. Jéssica Martani, especialista em comportamento humano e saúde mental explica que algumas delas, como flavonoides, metilxantinas, polifenóis e ácidos esteáricos, são antioxidantes que ajudam a reduzir a inflamação, melhorar o fluxo sanguíneo e aumentar o humor e a concentração.

Mas, a especialista chama a atenção: “O limite de consumo é de 30 gramas por dia, que equivale a uma barra pequena e a 530 calorias. E ainda assim a aposta deve ser chocolates com alto teor de cacau, ou seja, os chocolates amargos, que possuem maior quantidade de nutrientes na fórmula”, avisa.

O consumo de cacau ainda está associado à menor mortalidade cardiovascular e de mortes por qualquer causa. “O chocolate amargo através dos polifenóis, poderosos antioxidantes, no cacau ajudam a evitar que a placas de gordura ocluam os vasos sanguíneos, inibindo a oxidação do LDL( o colesterol ruim) e por isso ainda ajuda a prevenir AVC e doenças cardiovasculares”, diz Martani que lista mais benefícios para a saúde:

• Pode ser considerado aliados da circulação sanguínea

• Auxilia no colesterol bom;

• Ajuda na redução do apetite e aumento do metabolismo;

• Proporciona uma grande sensação de bem-estar;

• Contribui para a saúde cerebral, reduzindo danos de AVC;

• Reduz estresse e alivia dores;

• Possui ação anti-inflamatória;

• Ajuda na produção de serotonina (um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer);

• Tem alta concentração de triptofano, teobromina, feniletilamina, fenilalanina e tirosina, que reforçam o bem-estar.


Sobre Dra. Jéssica Martani - @drajessicamartani

Médica psiquiatra, observership em neurociências pela Universidade de Columbia em Nova Iorque -- EUA, graduada pela Universidade Cidade de São Paulo com residência médica em psiquiatria pela Secretaria Municipal de São Paulo e pós graduação em psiquiatria pelo Instituto Superior de Medicina e em endocrinologia pela CEMBRAP.

CRM 163249/ RQE 86127

Comments


bottom of page