• Revista Plástica e Forma

Centro Nacional - Mães vaidosas recorrem a cirurgias plásticas.


Na era das selfies e das redes sociais, muitas mães se esforçam para se manterem jovens e bonitas. Por isso, essas mulheres estão se cuidando mais, para não aparentarem um envelhecimento precoce, e estão se alimentando melhor, praticando mais exercícios físicos e esportes e cuidando para manter aquele ar de jovialidade, aliado à saúde. Mas a verdade é que isso não basta para manter a aparência sem as pequenas rugas, os incômodos pneuzinhos e o envelhecimento do corpo de maneira geral. Por isso, elas também estão encarando tratamentos estéticos e não abrem mão de uma cirurgia plástica corretiva.

Não se trata apenas de aparência, mas também da manutenção da autoestima e do bem-estar. Mas, antes de realizar procedimentos cirúrgicos, é necessário se informar e tomar muito cuidado. “O cirurgião deve estar atento aos problemas de saúde do paciente, pois existem restrições, além de solicitar exames mais detalhados e fora do padrão convencional”, alerta Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional — Cirurgia Plástica. Alguns exames podem informar ao médico, por exemplo, se o paciente pode realizar uma cirurgia na face, mas não no abdômen, como e de qual forma deverá ser feita e outros exames podem ser solicitados, como teste ergométrico ou holter. Dependendo da idade, duas cirurgias de uma única vez estarão fora de cogitação.

Segundo Korn, com o envelhecimento natural do corpo e do organismo, há algumas particularidades que caracterizam pequenos detalhes para a cirurgia. “Obedecendo às regras e os limites da paciente, dá para realizar procedimentos que farão com que ela se sinta mais bonita; afinal, após anos de trabalho, dos cuidados com a família e das preocupações, é chegado o momento de pensar em si mesma”, conta.

No Mês das Mães, certamente elas adorariam se dar ou ganhar de presente um procedimento estético ou cirurgia. Ainda bem que, hoje, os valores desses procedimentos são mais acessíveis e podem ser pagos até de forma parcelada, através de empresas como o Centro Nacional — Cirurgia Plástica, que fazem uma intermediação financeira entre médico, hospital e paciente.

Um bom alerta é se precaver com os exageros e as imagens falsas demais, com peles faciais excessivamente puxadas, sobrancelhas arcadas além do normal e bocas deformadas ou desproporcionais aos contornos da face. Com bom senso, é possível, sim, rejuvenescer com equilíbrio, tomando cuidado para não exagerar.

Instagram - @centronacionalcirurgia

www.plasticaparcelada.com.br