• Revista Plástica e Forma

Aprenda a se proteger da violência doméstica na quarentena.

Atualizado: Abr 7



Aprenda a se proteger da violência doméstica na quarentena

Por Josiane Selma


No país em que 7 a cada 10 vítimas de feminicídio são mortas dentro de casa, permanecer segura no próprio lar é mais um desafio do isolamento.

Segundo Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, denúncias de violência doméstica aumentaram 17% no Brasil após decreto de quarentena para conter coronavírus.

Ele não é capaz de matar?

Quantas mulheres acreditaram que o parceiro jamais seria capaz de tirar a vida delas e hoje já não vivem mais?


Plano de segurança


Todos os dias escutamos a mesma notícia, mais um caso de feminicídio.

É importante ter um plano para os momentos em que o agressor se torne violento:


- Ter uma lista anotada e escondida com o número de telefones de pessoas para entrar em contato em casos de emergência, assim como o número da polícia e outros órgãos de ajuda, importante caso tenha que usar o telefone de outra pessoa. Compartilhe também com seus filhos.

- Ter um código de segurança para informar que está em situação de emergência e precisa de auxilio é muito importante. Este código deve ser algo que seus vizinhos, amigos ou parentes tenham conhecimento e informem às autoridades imediatamente que você está em perigo.

- Caso tenha filhos é importante procurar ajuda de advogados, ou organização de ajuda a vítima de violência para saber como proceder sobre levá-las com você em situação de perigo.

- Tente manter uma pequena quantia em dinheiro com você o tempo todo, caso sofra de dependência financeira procure familiares ou amigos.

- Esteja preparada para deixar a casa em uma situação de emergência.


Trecho do meu livro – Relacionamento Abusivo – Guia prático para reconhecer e se libertar


Siga a Psicóloga no Insta e acompanhe os artigos atuais


@psicologiadarelacao

CONTATE-NOS
 

CURTA E COMPARTILHE

CONTATO

©  2017 Todos Direitos Reservados - Revista Plástica & Forma Online